Era uma vez . . .uma menina
que morava com sua mãe numa casinha,
perto de um bosque.
 
 
Chapeuzinho Vermelho era o seu nome porque sempre usava uma capa e chapéu vermelhos.
 
 
Um dia, sua mãe fez deliciosos doces e os colocou dentro de uma cestinha.
   
 
- Minha filha, vá levar este doces para a vovó.
- Mas tome cuidado, não para pelo caminho, nem fale com nenhum estranho.
- Está bem, mamãe.
 
 
 
 
 
Ao atravessar o bosque, encontrou um lobo que lhe perguntou:
 
  -Aonde vai, menina?
 
 
- Minha avó está adoentada, vou levar estes doces para ela.
- Oh! Coitada,
disse o lobo.
- Leve também estas flores.
 
 
 
 
Deu um maço de flores a Chapeuzinho Vermelho, que agradeceu e seguiu caminho. 
 
 
 
O lobo chegou primeiro
à casa da vovó.
 
 
 Fingindo ser a netinha, bateu na porta e foi
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
recebido. Entrou no quarto engoliu a vovó, vestiu suas roupas e deitou em sua cama.
 
 
 
 
 
Em seguida, chegou Chapeuzinho Vermelho.
 
A menina entrou e, ao ver a vovó deitada, exclamou:
- Que orelhas e olhos grandes!
E o lobo respondeu:
 
- São para te ouvir e ver melhor.
- E essa boca enorme?
- É para te engolir melhor, gritou o lobo,
pulando da cama para agarrá-la.
Mas a menina foi mais rápida, saltou pela janela e desapareceu na floresta.
 
 
 
Logo adiante, encontrou um lenhador a quem pediu ajuda.
 
 
 
 
O lenhador entrou na casa da vovó
e lutou muito com o lobo malvado.
 
 
 
Abriu-lhe a barriga com o machado e salvou a vovó que saiu de lá assustada.
 
 
 
 
 
 
O susto tinha passado e os três juntos, o lenhador, Chapeuzinho Vermelho e a vovó comemoraram com uma festa aquela inesquecível aventura.
 
 
 
 
Clique no livro e escreva sua história!!