E as cegonhas sobrevoavam o alojamento de um circo de inverno à procura das mães dos filhotes que carregavam em seus enormes bicos.

 

 

 

Todas ganhavam, a mamãe girafa, a mamãe ursa, a mamãe hipopótamo, só Dona Jumbo, a mamãe elefante não ganhou seu filhote tão esperado.

 

 

Assim o circo embarca trazendo muita diversão.

De repente, uma cegonha um pouco atrasada,

chega trazendo o tão esperado filhote de Dona Jumbo.

 

 

Puxa, que alegria!

 

Jumbo Júnior era o seu nome.

 

 

 

Disse uma companheira da Sra Jumbo:

- O seu nome será Dumbo!

Não importava , Dumbo ou Jumbo Júnior, era o filhote mais querido e esperado.

Dona Jumbo tratava-o com muito carinho!

E assim a Sra Jumbo e Dumbo passaram a noite mais feliz de suas vidas.

 

Mãe e filho, juntos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia seguinte, o público começou a chegar para o grande espetáculo.

 

 

 

 

Dumbo chamou muito a atenção de todos, pois sua orelha era enorme mesmo.

 

 

 

As crianças começaram a zombar de Dumbo e como toda mãe, Dona Jumbo foi defender seu filhote daquela zombaria, mas se excedeu demais. Acabou indo para solitária.

 

 

 

Pobre Dumbo, ficou só.

As companheiras da Sra Jumbo,

ignoravam o elefantinho que precisava apenas de um pouco de atenção.

 

Mas Timóteo, um  simpático ratinho, estava sentado comendo as sobras de amendoim deixados pelo público, observava tudo e ficou indignado com a atitude daqueles paquidermes e resolveu ajudar Dumbo.

Tornou-se o melhor amigo de Dumbo!

 

No dia seguinte, o número que os elefantes iriam apresentar seria a formação de uma pirâmide e no topo, Dumbo seria lançado.

Timóteo como seu amigo, deu-lhe a maior força, mas foi um desastre!

Dumbo então foi transformado em um palhaço!

 

Mas Dumbo estava muito triste, pois ele era um elefante e não um palhaço!

E timóteo para reanimá-lo conseguiu que Dumbo fosse ver sua mãe na solitária.

 

Sra Jumbo aquela noite ninou o seu bebê!

 

Logo após, Dumbo e a Sra Jumbo passarem bons momentos juntos, Dumbo e Timóteo, saem para uma caminhada.

Sem querer os os dois amigos vão parar encima de uma árvore, onde estavam sendo observados pelos corvos.

Timóteo então descobriu que eles poderiam voar!

 

 

 

 

Você pode voar, suas orelhas são perfeitas asas

- disse Timóteo!

 

 

 

 

Dumbo então é incentivado a voar pelos corvos que lhe dão uma pena e Timóteo, para encorajá-lo, dizia ser a pena mágica.

 

 

- Voe, Voe, bata as asas, vamos! Você pode! Você pode!

 

 

 

Gritava Timóteo!

 

 

 

Finalmente Dumbo voou!

 

No dia seguinte, Dumbo se transforma na principal atraçao do circo.

 

Usando suas orelhas, ele faz o que nenhum outro elefante conseguiu:

V-O-A-R

Agora, Dumbo é um verdadeiro herói e brilha como a estrela voadora do circo, trazendo alegria e diversão para todos.