O sono demorava a chegar aos olhos da criança, que disse à velhinha sentada ao pé de sua cama:

- Conte-me uma história, vovozinha.

 

 

 

 

 

- Era uma vez - começou a velhinha - um leão enjaulado a quem deram um cordeirinho para comer.

- Ele era branquinho? - perguntou a bondosa menina.

 

 

 

 

 

- Sim, bem branquinho e tão inocente que nem teve medo do leão, e se aproximou ainda mais dele, como se ele fosse sua mãe, olhando-o com um olhar cheio de devoção e espanto.

O leão desarmado diante de tanta confiança inocente, não teve coragem de matá-lo e preferiu passar fome.

É porque, por mais forte e poderoso que seja o adversário, quando é nobre, fica desarmado diante da inocência e humildade de sua vítima.

 

A vovozinha não precisou dizer mais nada. A menina já havia adormecido.

 

 

 

 

Como é bom ter uma vovozinha!

 

Clique no livro e escreva sua história!